O lugar nenhum. Distopia na literatura

Mesa de Autor, presencial com streaming

Convidados

©Herberto Smith

Filipa Melo Biografia

Filipa Melo é escritora, crítica literária e jornalista. Ensina escrita de ficção há mais de uma década e criou, em 2017, a primeira pós-graduação dedicada exclusivamente a este género. Autora do romance Este É o Meu Corpo, traduzido em sete línguas, e do Dicionário Sentimental do Adultério, prepara atualmente uma biografia de Amália Rodrigues. Coordena as Residências Internacionais de Escrita da Fundação Dom Luís I (por onde passaram já Michael Cunningham, Olivier Rolin e Jonathan Coe). Mantém o blogue de crítica Coração Duplo.

Filipa Melo é escritora, crítica literária e jornalista. Ensina escrita de ficção há mais de uma década e criou, em 2017, a primeira pós-graduação dedicada exclusivamente a este género. Autora do romance Este É o Meu Corpo, traduzido em sete línguas, e do Dicionário Sentimental do Adultério, prepara atualmente uma biografia de Amália Rodrigues. Coordena as Residências Internacionais de Escrita da Fundação Dom Luís I (por onde passaram já Michael Cunningham, Olivier Rolin e Jonathan Coe). Mantém o blogue de crítica Coração Duplo.

José Gardeazabal Biografia

José Gardeazabal nasceu em Lisboa, onde vive atualmente. O seu livro de poesia história do século vinte (2016) foi distinguido com o Prémio INCM/Vasco Graça Moura. Em 2018 lançou o seu primeiro romance, Meio Homem Metade Baleia, finalista do Prémio Oceanos, um dos mais importantes da literatura de língua portuguesa. O seu segundo romance, A Melhor Máquina Viva, publicado em 2020, foi considerado um dos melhores livros do ano pelos jornais Expresso e Público. Quarentena Uma História de Amor é o seu terceiro romance.

José Gardeazabal nasceu em Lisboa, onde vive atualmente. O seu livro de poesia história do século vinte (2016) foi distinguido com o Prémio INCM/Vasco Graça Moura. Em 2018 lançou o seu primeiro romance, Meio Homem Metade Baleia, finalista do Prémio Oceanos, um dos mais importantes da literatura de língua portuguesa. O seu segundo romance, A Melhor Máquina Viva, publicado em 2020, foi considerado um dos melhores livros do ano pelos jornais Expresso e Público. Quarentena Uma História de Amor é o seu terceiro romance.

©José Gardeazabal

©Booktailors Bookoffice

Miguel Real Biografia

Pseudónimo literário de Luís Martins, Miguel Real (Lisboa, 1953) é escritor, ensaísta, crítico literário e professor de Filosofia. Especialista em cultura portuguesa, possui uma vasta obra dividida entre o ensaio, a ficção e o drama, tendo recebido o prémio Revelação (Ficção e Ensaio Literário) da Associação Portuguesa de Escritores, o Prémio LER/Círculo de Leitores e o prémio Fernando Namora da Sociedade Estoril Sol. É colaborador permanente do Jornal de Letras, Artes e Ideias, onde faz crítica literária.

Pseudónimo literário de Luís Martins, Miguel Real (Lisboa, 1953) é escritor, ensaísta, crítico literário e professor de Filosofia. Especialista em cultura portuguesa, possui uma vasta obra dividida entre o ensaio, a ficção e o drama, tendo recebido o prémio Revelação (Ficção e Ensaio Literário) da Associação Portuguesa de Escritores, o Prémio LER/Círculo de Leitores e o prémio Fernando Namora da Sociedade Estoril Sol. É colaborador permanente do Jornal de Letras, Artes e Ideias, onde faz crítica literária.

Rui Zink Biografia

Rui Zink (Lisboa, 1961) é escritor e professor.

Rui Zink (Lisboa, 1961) é escritor e professor.

©Rui Maio Sousa

©Mário Santos Contraponto

Pedro Sena-Lino Biografia

Pedro Sena-Lino (Lisboa, 1977) cresceu em Paço d’Arcos à sombra do palácio do Marquês de Pombal, sobre quem publicou em 2020 uma biografia, De Quase Nada a Quase Rei. Assinou seis livros de poesia, de que se destaca deste lado da morte ninguém responde, um romance histórico, 333, e um romance distópico, despaís. É também autor de cinco livros para crianças. Foi fundador e diretor da Companhia do Eu (2005-2013). Atualmente vive em Bruxelas e é professor assistente de Português na Universidade de Gante. Está a trabalhar no seu terceiro romance e numa segunda biografia.

Pedro Sena-Lino (Lisboa, 1977) cresceu em Paço d’Arcos à sombra do palácio do Marquês de Pombal, sobre quem publicou em 2020 uma biografia, De Quase Nada a Quase Rei. Assinou seis livros de poesia, de que se destaca deste lado da morte ninguém responde, um romance histórico, 333, e um romance distópico, despaís. É também autor de cinco livros para crianças. Foi fundador e diretor da Companhia do Eu (2005-2013). Atualmente vive em Bruxelas e é professor assistente de Português na Universidade de Gante. Está a trabalhar no seu terceiro romance e numa segunda biografia.

Font Resize
Contrast