Mundos interiores

04-05-2022 | 17:30
OFICINA
imagem-agenda-post

Duração | 02:30

Convidados

Ana Borralho & João Galante

Ana Borralho e João Galante conheceram-se enquanto estudavam artes plásticas.

Na década dos 90 trabalharam juntos como atores/co-criadores com o grupo de teatro Olho.

Desde 2002 trabalham em parceria nos campos da performance-art, dança, instalação, fotografia, som e vídeo.

Ana Borralho & João Galante são um casal na vida, uma entidade com dois corpos, elemento biográfico essencial para a compreensão do seu trabalho, já mostrado em muitos países.

Criaram com Mónica Samões a associação cultural casaBranca e são diretores artísticos do festival Verão Azul no Algarve.

Ana Borralho e João Galante conheceram-se enquanto estudavam artes plásticas.

Na década dos 90 trabalharam juntos como atores/co-criadores com o grupo de teatro Olho.

Desde 2002 trabalham em parceria nos campos da performance-art, dança, instalação, fotografia, som e vídeo.

Ana Borralho & João Galante são um casal na vida, uma entidade com dois corpos, elemento biográfico essencial para a compreensão do seu trabalho, já mostrado em muitos países.

Criaram com Mónica Samões a associação cultural casaBranca e são diretores artísticos do festival Verão Azul no Algarve.

Sandro William Junqueira

Nasceu em 1974 em Umtali, antiga Rodésia. Publicou, entre outros, No Céu não há Limões (2014), As Palavras que Fugiram do Dicionário (2018), Quando as Girafas Baixam o Pescoço (2017) – nomeado Melhor Romance para o Prémio Autores 2018 da SPA), e A Sangrada Família (2021). É Autor das peças de teatro Os Anjos Tossem Assim, Medronho, O Presente de César, O Que Vamos Fazer com a Revolta e Shot to Nothing. Tem textos traduzidos para Inglês, Alemão, Búlgaro, Eslovaco e Neerlandês. É o atual coordenador do projeto PANOS – palcos novos palavras novas no TNDMII.

Nasceu em 1974 em Umtali, antiga Rodésia. Publicou, entre outros, No Céu não há Limões (2014), As Palavras que Fugiram do Dicionário (2018), Quando as Girafas Baixam o Pescoço (2017) – nomeado Melhor Romance para o Prémio Autores 2018 da SPA), e A Sangrada Família (2021). É Autor das peças de teatro Os Anjos Tossem Assim, Medronho, O Presente de César, O Que Vamos Fazer com a Revolta e Shot to Nothing. Tem textos traduzidos para Inglês, Alemão, Búlgaro, Eslovaco e Neerlandês. É o atual coordenador do projeto PANOS – palcos novos palavras novas no TNDMII.