Intimidade e literatura

07-05-2022 | 21:00
MESA DE AUTOR

Convidados

José Gardeazabal

Nasceu e vive em Lisboa. O seu livro de poesia, história do século vinte, foi distinguido com o Prémio INCM/Vasco Graça Moura. O seu primeiro romance, Meio Homem Metade Baleia, foi finalista do Prémio Oceanos, e com A Melhor Máquina Viva, seu segundo romance, considerado pelo Expresso e pelo Público um dos melhores livros de 2020, foi finalista dos prémios Fernando Namora, Correntes d´Escritas e da Sociedade Portuguesa de Autores. Em 2021 publicou os romances Quarentena, Uma História de Amor e Quarenta e Três, assim como o volume de poesia Viver Feliz Lá Fora.

Nasceu e vive em Lisboa. O seu livro de poesia, história do século vinte, foi distinguido com o Prémio INCM/Vasco Graça Moura. O seu primeiro romance, Meio Homem Metade Baleia, foi finalista do Prémio Oceanos, e com A Melhor Máquina Viva, seu segundo romance, considerado pelo Expresso e pelo Público um dos melhores livros de 2020, foi finalista dos prémios Fernando Namora, Correntes d´Escritas e da Sociedade Portuguesa de Autores. Em 2021 publicou os romances Quarentena, Uma História de Amor e Quarenta e Três, assim como o volume de poesia Viver Feliz Lá Fora.

© Enric Vives-Rubio

©Valério Romão

Valério Romão

Nasceu em França, em 1974. Licenciado em Filosofia pela Universidade Nova de Lisboa, tem três romances publicados: Autismo (2012), O da Joana (2013), Cair para dentro (2018); três livros de contos: Facas (2013), Da Família (2014) Dez razões para aspirar a ser gato (2015); duas peças de teatro: A Mala (2015), Irina, Macha, Olga (2016). Autismo foi finalista do Prémio Femina em 2016. É igualmente tradutor e dramaturgo e integra o projeto de spoken word mao-mao. Mora em Lisboa, tem um filho e dois gatos e está neste momento a aprender mandarim.

Nasceu em França, em 1974. Licenciado em Filosofia pela Universidade Nova de Lisboa, tem três romances publicados: Autismo (2012), O da Joana (2013), Cair para dentro (2018); três livros de contos: Facas (2013), Da Família (2014) Dez razões para aspirar a ser gato (2015); duas peças de teatro: A Mala (2015), Irina, Macha, Olga (2016). Autismo foi finalista do Prémio Femina em 2016. É igualmente tradutor e dramaturgo e integra o projeto de spoken word mao-mao. Mora em Lisboa, tem um filho e dois gatos e está neste momento a aprender mandarim.