Penélope está de partida e Da luz para dentro, de José Gardeazabal

05-05-2022 | 18:30
Apresentação de livro

Convidados

José Gardeazabal

Nasceu e vive em Lisboa. O seu livro de poesia, história do século vinte, foi distinguido com o Prémio INCM/Vasco Graça Moura. O seu primeiro romance, Meio Homem Metade Baleia, foi finalista do Prémio Oceanos, e com A Melhor Máquina Viva, seu segundo romance, considerado pelo Expresso e pelo Público um dos melhores livros de 2020, foi finalista dos prémios Fernando Namora, Correntes d´Escritas e da Sociedade Portuguesa de Autores. Em 2021 publicou os romances Quarentena, Uma História de Amor e Quarenta e Três, assim como o volume de poesia Viver Feliz Lá Fora.

Nasceu e vive em Lisboa. O seu livro de poesia, história do século vinte, foi distinguido com o Prémio INCM/Vasco Graça Moura. O seu primeiro romance, Meio Homem Metade Baleia, foi finalista do Prémio Oceanos, e com A Melhor Máquina Viva, seu segundo romance, considerado pelo Expresso e pelo Público um dos melhores livros de 2020, foi finalista dos prémios Fernando Namora, Correntes d´Escritas e da Sociedade Portuguesa de Autores. Em 2021 publicou os romances Quarentena, Uma História de Amor e Quarenta e Três, assim como o volume de poesia Viver Feliz Lá Fora.

© Enric Vives-Rubio

Frederico Pedreira

Frederico Pedreira nasceu em Lisboa em 1983. Publicou Breve Passagem pelo Fogo (Artefacto, 2011), O Artista Está Sozinho (edição do autor, 2013), Doze Passos atrás (Artefacto, 2013), Um Bárbaro em Casa (Língua Morta, 2014), Presa Comum (Relógio D’Água, 2015), Fazer de Morto (Língua Morta, 2016), A Noite Inteira (Relógio D’Água, 2017), Uma Aproximação à Estranheza (INCM, 2017), A Lição do Sonâmbulo (Companhia das Ilhas, 2020) e Coração Lento (Assírio & Alvim, 2021). Colaborou na secção de cultura de alguns periódicos nacionais. Doutorou-se no Programa em Teoria da Literatura da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Venceu o Prémio INCM/Vasco Graça Moura na categoria de Ensaio (2016). O romance A Lição do Sonâmbulo recebeu o Prémio de Literatura da União Europeia 2021 e o Prémio Literário Fundação Eça de Queiroz/Fundação Millennium bcp 2021.

Frederico Pedreira nasceu em Lisboa em 1983. Publicou Breve Passagem pelo Fogo (Artefacto, 2011), O Artista Está Sozinho (edição do autor, 2013), Doze Passos atrás (Artefacto, 2013), Um Bárbaro em Casa (Língua Morta, 2014), Presa Comum (Relógio D’Água, 2015), Fazer de Morto (Língua Morta, 2016), A Noite Inteira (Relógio D’Água, 2017), Uma Aproximação à Estranheza (INCM, 2017), A Lição do Sonâmbulo (Companhia das Ilhas, 2020) e Coração Lento (Assírio & Alvim, 2021). Colaborou na secção de cultura de alguns periódicos nacionais. Doutorou-se no Programa em Teoria da Literatura da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Venceu o Prémio INCM/Vasco Graça Moura na categoria de Ensaio (2016). O romance A Lição do Sonâmbulo recebeu o Prémio de Literatura da União Europeia 2021 e o Prémio Literário Fundação Eça de Queiroz/Fundação Millennium bcp 2021.